Vistam-se com toda a armadura de Deus | Efésios 6.11-13.

Introdução

A verdadeira segurança dos crentes está em Jesus Cristo, a nossa Rocha inabalável (Mt 7.24-25). Ele tem todo o poder e autoridade (Mt 28.18; Ef 1.22). Ele é o Criador e sustentador do universo (Hb 1.3). Ele é a alegria de nossa salvação (Sl 51.12). Ele é o resplendor da glória e a imagem do Deus invisível (Hb 1.3; Cl 1.15). Ele é o caminho, e a verdade e a vida (Jo 14.6), o pão vivo que desceu do céu (Jo 6.51) e o nosso Redentor (Is 54.5). Portanto, nele estamos guardados e seguros.

Mas, enquanto estamos nesta vida, também estamos cercados por serpentes venenosas do Diabo, buscando dar o seu bote a todo momento naqueles que estão vivendo suas vidas despercebidos do mal à sua volta. Aqueles que não estão se mantendo preservados do mal, mesmo diante dos perigos à sua frente. A razão pra não estarem atentos a esse perigos está no fato de que sua vigilância e sobriedade (1Pe 5.8) não seja uma realidade presente em suas vidas, mas o despreparo e as ações impensadas são brechas disponíveis para que o maligno encontre espaço suficiente para lançar sua semente de destruição e morte.

O apóstolo Paulo, de maneira direta e sem rodeios, convoca seus ouvintes a tomarem uma postura diante das circunstâncias que enfrentam e enfrentarão na vida cristã. Basicamente, Paulo os convoca seus irmãos na fé a se posicionarem como soldados diante de uma ferrenha batalha que, infelizmente, precisa ser encarada de frente. Não há um caminho fácil ou mais curto. Há apenas os recursos que ajudarão esses soldados a manterem-se protegidos nesta batalha.

O mais interessante de tudo isso é que, embora há a convocação para se revestir de toda a armadura de Deus, também não há nenhum indicativo de que esses inimigos possuam alguma força superior que nos impeça de vencer essa batalha.

Os inimigos prescritos pelo apóstolo Paulo, todos eles já foram vencidos por Cristo Jesus enquanto pregava o evangelho de Deus em toda a Galileia, o ápice de sua vitória se deu com sua entrega em sacrifício santo e agradável a Deus, na cruz do Calvário. Ou seja, a força e o potencial máximo desses inimigos foram destruídas pelo grande General, o Senhor dos Exércitos, Jesus Cristo.

Somos convocados a nos revestir de toda a armadura de Deus por dois motivos cruciais na vida cristã:

Primeiro – porque a armadura é de Deus, portanto, tudo o que precisamos para combater e resistir a essas forças do mal já estão plenamente definidas por Deus e disponíveis ao seu povo. Somente ele é capaz de nos dizer e capacitar para vencermos as forças do mal. Por suas armaduras estarem disponíveis só prova o Seu cuidado, bondade, misericórdia e graça em favor de seu povo.

Segundo – pelo fato de Jesus Cristo já ter vencido todos os inimigos de Deus e, consequentemente do seu povo, nossa responsabilidade é de apenas nos preservar inabaláveis diante dessas forças malignas. Ou seja, nos revestir de toda a armadura de Deus apenas vai demonstrar que confiamos plenamente no Seu poder e que desejamos, acima de tudo, mantermos-nos assim, mesmo que essas forças ainda tenham certo poder de destruição e convencimento do mal.

Portanto, qual a importância de nos vestir de toda a armadura de Deus? Paulo não apenas fala de que precisamos nos vestir de toda a armadura de Deus, mas também fala da necessidade e os resultados que ela trará para os crentes em Jesus. Vejamos:

Para poderem ficar firmes contra as ciladas do diabo – v.11b.

O que significa “para poderem ficar firmes”? Qual o propósito de Paulo quanto a esse ponto? O que de fato ele está se referindo?

Paulo está falando diretamente para pessoas que estão sujeitas aos enganos do Diabo e seus agentes. No passado, Adão e Eva não permaneceram firmes nas Palavras de seu Criador e Senhor. Eles foram derrubados pelas palavras sedutoras do Maligno. Eles abandonaram a verdade de Deus para abraçarem as deturpações doutrinarias do Diabo e, portanto, caíram de seu estado original.

Depois de falar sobre nossa eleição, chamado, regeneração, justificação e adoção em Cristo Jesus, Paulo alerta para o perigo de mais uma vez cairmos nas ciladas do Diabo, caso não estejamos firmados com toda a armadura de Deus.

O comandante das forças malignas é o diabo. Ele é o grande mestre do engano, dos planos maléficos e destruidores por meio da astúcia e ciladas. Seu papel é esse. Sua única motivação é a destruição, e, infelizmente, muitos tem caído em suas ciladas.

Paulo ensina que a maneira de combater esse mal é nos vestindo de toda a armadura de Deus e a razão disso é porque, sem Deus e sua Palavra, nos encontraremos enfraquecidos e despreparados para perceber e resistir as ciladas do diabo. É, portanto, crucial que nossa vida seja revestida de toda, e não apenas parte da armadura de Deus, para permanecermos firmados no Senhor e na força do seu poder.

Qual a importância de nos vestir de toda a armadura de Deus? Além de nos manter firmados contra as ciladas do diabo, Paulo também diz que é por causa de nosso real inimigo. Vejamos:

Por causa de nosso real inimigo – v.12.

Paulo diz que toda a armadura de Deus é importante para nos manter firmes contra as ciladas do diabo e também nos habilita perfeitamente com as armas certas contra nossos verdadeiros inimigos nesta vida. Eles não são contra o sangue e a carne, ou seja, contra homens frágeis (Gl 1.16), com todas as suas enfermidades físicas e mentais (1Co 15.50 e Mt 16.17, respectivamente). Conforme comenta William Hendriksen[1]:

Ao contrário, é contra uma hoste extraterrena inumerável de espíritos malignos: o diabo pessoalmente e todos os demônios sob seu controle, sim, é contra eles que guerreamos. Esses anjos caídos são aqui caracterizados como “principados” e “autoridades” como “governantes mundiais dessas trevas”, ou seja, como aqueles que – sob a providência permissiva de Deus – controlam tiranicamente o mundo da ignorância, do pecado e da tristeza; e como “as forças espirituais do mal nas regiões celestes”, ou seja, no reino extraterreno.

Enquanto pensamos que nossos inimigos são os ímpios e aqueles que estão diante de nós no trabalho e em outros lugares, Paulo diz que há uma batalha sendo travada com inimigos que, sorrateiramente, estão seduzindo, enganando, promovendo ciladas e convencendo os filhos de Deus a pecarem e desviarem seus pés de seu Salvador e Senhor.

Para combater esse verdadeiro inimigo é necessário antes de tudo identifica-lo. Esse é o grande problema. Foi por não reconhecer o diabo no Éden que Adão e Eva caíram em sua cilada.

Precisamos estar atentos como Jesus Cristo enquanto esteve com seus discípulos e, em dado momento enquanto falava da necessidade de sofrer muitas coisas, ser morto e ressuscitado ao terceiro dia, Pedro pede que ele tenha compaixão de si mesmo, uma atitude com aparência de bondade. Mas, Jesus reconhecendo que se tratava de uma tentativa do diabo de convence-lo de não padecer essas coisas, ele o repreende severamente (Mt 16.21-23).

Como diz Hernandes Dias Lopes (2009, Pág.179), “não podemos lutar contra quem não conhecemos”.

Qual a importância de nos vestir de toda a armadura de Deus? Paulo falou da necessidade de nos manter firmados contra as ciladas do diabo e da importância de se reconhecer nosso real inimigo. Agora explica o motivo de tudo isso. Vejamos:

Para que possamos resistir no dia mau e permanecer inabaláveis – v.13.

É interessante observar que o apóstolo Paulo diz para nos revestir de “toda” a armadura de Deus. Ele não diz para nos revestir de alguma parte dela ou para nós escolhermos qual devemos nos revestir. Ele faz um pedido claro, direto e completo aos crentes de Éfeso: “Peguem toda a armadura de Deus…”.

Isto significa dizer que nossa resistência aos ataques e vitórias sobre nossos inimigos está sujeita a tudo o que nos é oferecido como prerrogativa para nossa segurança e preservação. Portanto, é de crucial importância que cada crente em Jesus seja vestido com toda a armadura de Deus, só assim ele poderá resistir no dia mau.

Não podemos ceder às tentações do diabo. Não podemos cair em suas ciladas. Também não podemos esquecer que ele é persistente. Se não conseguiu nos derrubar durante uma tentação específica e tentará em uma outra oportunidade, e acredite: ela chegará.

Paulo diz que devemos resistir e permanecer. Resistiremos aos ataques, tentações e ciladas do diabo, permanecendo no Senhor e na força do seu poder. Resistir e permanecer é uma tarefa de todos nós cristãos. Jesus Cristo, por meio de seu eterno poder e graça nos capacitará para ambas atitudes que devemos praticar. Nele, como diz o apóstolo Paulo aos Filipenses, podemos todas as coisas (Fp 4.13). Jesus Cristo, por meio de Sua Palavra viva e eficaz, fortalece e nos habilita para discernir não somente o bem, mas também o mal (Hb 5.14).

“Dia mau” descrito pelo apóstolo Paulo aqui, diz respeito aos momentos onde sofremos as tentações do diabo para nos afastar de Deus. É nesses momentos que toda a armadura de Deus contribuirá para que sejamos protegidos e permaneçamos inabaláveis no Senhor e na força de seu poder.

Conclusão

A armadura de Deus é de extrema importância para o crente em Jesus, pois ela o ajudará, nos dias maus, a combater as forças malignas que continuamente militam para destruir nossas vidas e nos afastar de Deus. Em Cristo Jesus, conforme ensina o apóstolo Paulo, estamos alicerçados e firmados preservados de todo o mal. Cabe a cada um de nós nos mantermos firmes e constantes na fé no Senhor e na força do seu poder. Portanto, Vistam-se com toda a armadura de Deus.


[1] Editora Cultura Cristã, 2ª edição em português – 2004.

Publicado por Pr. Luiz de Souza

Não ousaria me definir em frases prontas ou palavras que prefiguram alguém que ainda esta em construção. Vivo para que Deus seja conhecido e busco conhecer cada vez mais esse Deus. Minha gratidão é plena ao ser alcançado e resgatado por Jesus, e por isso vivo para que Ele cresça e eu diminua cada vez mais. Pois "A mim, o menor de todos os santos, me foi dada esta graça de pregar aos gentios o evangelho das insondáveis riquezas de Cristo". [Ef 3.8]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

bombasonica

busque evolução e se liberte!

RACHEL SHEHERAZADE

Sermões | Artigos | Devocionais

Consciência Cristã

Sermões | Artigos | Devocionais

O Tempora, O Mores

Sermões | Artigos | Devocionais

Voltemos Ao Evangelho

um site cristão por Cristo e pelo Evangelho

jonasmadureiradotcom.wordpress.com/

"Quebre os grilhões da cela, mas não se assuste se o prisioneiro não sair, talvez a cela seja absurdamente confortável."

Renato Vargens

Sermões | Artigos | Devocionais

%d blogueiros gostam disto: