A vereda dos justos | Provérbios 4.10-19.

10 Meu filho, escute e aceite as minhas palavras, e os anos de sua vida se multiplicarão. 11 Eu ensinei a você o caminho da sabedoria e o fiz andar pelas veredas da retidão. 12 Se você andar por elas, os seus passos não se embaraçarão; se você correr, não tropeçará. 13 Retenha a instrução e não a deixe; guarde-a, porque ela é a sua vida. 14 Não entre na vereda dos ímpios, nem siga pelo caminho dos maus. 15 Evite esse caminho; não passe por ele; desvie-se dele e passe longe. 16 Os maus não dormem, se não fizerem o mal; o sono foge deles, se não fizerem alguém tropeçar. 17 Porque comem o pão da maldade e bebem o vinho das violências. 18 Mas a vereda dos justos é como a luz do alvorecer, que vai brilhando mais e mais até ser dia claro. 19 O caminho dos ímpios é como a escuridão; nem eles sabem em que tropeçam.

Introdução

Nesta vida nos deparamos com muitos caminhos e escolhas; em algum momento, somos intimados pela vida a trilhar um desses caminhos. A dificuldade não é apenas encontrar o caminho ideal, mas saber distinguir o “caminho ideal” dos demais.

Esta percepção do caminho ideal precisa estar na mente de todo ser humano consciente de que precisa tomar decisão corretamente. O ponto de partida sempre será o que já conhecemos e acreditamos como sendo verdadeiro e correto. Na caminhada, descobriremos as pedras no caminho que poderão ou não, nos fazer tropeçar ou nos colocar em alerta contra seus perigos eminentes.

Infelizmente, por causa do pecado que habita em nós, não somo capazes de tomar decisões corretamente porque não temos o discernimento correto do que seja uma “vereda” correta. Ao mesmo tempo, também não temos condições de enxergar as pedras no caminho que nos causarão tropeços e embaraços porque nos falta luz neste caminho de trevas. Como diz o sábio Salomão, é necessário ouvirmos a Palavra de Deus e recebe-la plenamente para que, por meio dela, a luz divina nos ilumine os olhos e, ao ver, sigamos a vereda correta, evitando os embaraços e tropeços.

Nesta passagem das Escrituras, temos o sábio Salomão dando instruções valiosas para todo o filho que busca, em meio a tantos caminhos, uma vereda justa e correta para trilhar. As indicações expostas nesta passagem veem de alguém que tem o que ensinar. Este alguém tem na mente e no coração instruções provindas de uma sabedoria que é divina, poderosa e eficaz – a Palavra de Deus.

Perceba que, para ilustrar o ponto da verdadeira direção a se tomar, o sábio diz que tudo se concentra nas instruções que já foram esboçadas ao longo da vida por meio dele; claro, esse ensino aqui vem do Senhor, como dito anteriormente no capítulo 3:

Meu filho, não se esqueça dos meus ensinos, e que o seu coração guarde os meus mandamentos, porque eles aumentarão os seus dias e lhe acrescentarão anos de vida e paz […] meu filho, não rejeite a disciplina do Senhor, nem se aborreça com a sua repreensão. Porque o senhor reprende a quem ama, assim como um pai repreende o filho a quem quer bem (3.1-2, 11-12).

O chamado que o sábio Salomão traz é para que o filho “ouça e aceite” suas instruções, pois elas lhes trarão resultados que influenciarão sua vida. O tema dessas instruções diz respeito ao caminho da sabedoria e retidão que resultarão em um caminhar sem tropeços e embaraços – isto não quer dizer que não haverá motivos de tropeços e embaraços, mas que, seguindo as instruções, esses tropeços e embaraços não o alcançarão.

Essas instruções precisavam serem retidas e guardas com plena diligencia e prontidão pois, como diz o sábio, há neste mundo aqueles que estão constantemente buscando fazer o mal, levando alguém a tropeçar em suas veredas tenebrosas que envolvem farras, bebedices, violência e maldade. O que é importante observar neste ponto é a discrepância nas posturas entre aquele que ouviu e acatou as instruções, para aqueles que também ouvira, mas não acataram.

O sábio conclui dizendo que o caminho ou vereda dos justos é como a luz do amanhecer, que anuncia um novo dia e nos proporciona a contemplação de uma nova oportunidade para continuar nossa jornada neste mundo, mas sem tropeços e embaraços, pois está luz nos ilumina os olhos para contemplar o caminho e nos faz perceber os possíveis obstáculos a frente; está mesma luz nos acompanha continuamente, dia a dia, para que não tropecemos enquanto peregrinamos neste mundo, até ser dia perfeito – ou seja, até o destino final desta peregrinação.

Citando mais uma vez o reverendo Hernandes Dias Lopes (2016, pág. 92-93), que comenta está passagem de maneira brilhante e esclarecedora, ele diz o seguinte:

Salomão contrasta o caminho dos maus com a vereda dos justos. Naquele, reina a violência e a negridão subterrânea dos maus intentos; nesta, habita a luz que esparrama sua claridade, como os raios do sol que surgem nas encostas dos montes. A vereda dos justos não é apenas um caminho iluminado, mas um caminho cuja a luz vai crescendo como a luz do sol até ser dia perfeito. A vida do justo vai sendo aperfeiçoada de glória em glória. O brilho da face de Cristo resplandece no justo. O fulgor da glória de Deus sobre ele irradia. O justo é filho da luz e é também luz do mundo. Ele anda na luz, suas obras são feitas na luz e todo o seu corpo é iluminado. O justo não dá marcha a ré em seu testemunho. Não vive ziguezagueando, desperdiçando sua força em avanços e recuos. O justo caminha para frente, faz uma escalada para as alturas. Sua vida não estaciona na região nebulosa do comodismo. O justo cresce no conhecimento e graça. Avança para o alvo. Busca as coisas lá do alto, onde Cristo vive.

Que Deus em Cristo nos ajude, por meio de suas Palavras de vida eterna, a trilhar esta vereda. Amém!


Bibliografia

  • Lopes, Hernandes Dias. Provérbios: manual de sabedoria para vida / Hernandes Dias Lopes – São Paulo, SP: Hagnos, 2016.
  • Bíblia de Estudo NAA. Barueri, SP: Sociedade Bíblica do Brasil, 2019.

Publicado por Pr. Luiz de Souza

Não ousaria me definir em frases prontas ou palavras que prefiguram alguém que ainda esta em construção. Vivo para que Deus seja conhecido e busco conhecer cada vez mais esse Deus. Minha gratidão é plena ao ser alcançado e resgatado por Jesus, e por isso vivo para que Ele cresça e eu diminua cada vez mais. Pois "A mim, o menor de todos os santos, me foi dada esta graça de pregar aos gentios o evangelho das insondáveis riquezas de Cristo". [Ef 3.8]

Um comentário em “A vereda dos justos | Provérbios 4.10-19.

  1. Maravilhosa mensagem, obrigada Pastor Luiz por transmitir a nós o cuidado de Deus conosco expressado nos conselhos de Salomão, que Deus o conduza em inteligência e conhecimento pela vereda do bem para continuar nos edificando com aquilo que o Senhor tem te dado; a sua palavra.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

bombasonica

busque evolução e se liberte!

RACHEL SHEHERAZADE

Sermões | Artigos | Devocionais

Consciência Cristã

Sermões | Artigos | Devocionais

O Tempora, O Mores

Sermões | Artigos | Devocionais

Voltemos Ao Evangelho

um site cristão por Cristo e pelo Evangelho

jonasmadureiradotcom.wordpress.com/

"Quebre os grilhões da cela, mas não se assuste se o prisioneiro não sair, talvez a cela seja absurdamente confortável."

Renato Vargens

Sermões | Artigos | Devocionais

%d blogueiros gostam disto: