A Bíblia, a palavra de Deus – Hebreus 4.12 [ARA].

Porque a palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração.

A BÍBLIA: A PALAVRA DE DEUSSeu poder e sua necessidade.

INTRODUÇÃO

Qual é a importância da Bíblia para a vida das pessoas? O que a Palavra de Deus significa para nós? Qual a opinião de Jesus sobre as Escrituras? Podemos acrescentar alguma coisa à Bíblia? Podemos acreditar no que ela diz?

 Essas perguntas podem parecer estranhas para a maioria de nós que a cada culto paramos quase uma hora para ouvir e aprender ensinos retirados das Escrituras; mas, faz-se necessário termos as respostas bem definidas em nossa mente e coração, pois os dias são maus.

O mundo está indo “de mal a pior” a cada dia, mês e ano que passam. As ideologias estão presentes nas escolas, novelas, filmes, desenhos, jornais e redes sociais; e temos acesso a tudo isso diariamente, para não falar “a cada segundo de nossas vidas”. Estamos cercados por cosmovisões e ideologias que “sorrateiramente” penetram em nosso consciente e ascende uma pequena luz de questionamentos duvidosos; ou, destroem o pouco de luz que resta na mente do povo de Deus, minando as trevas e controlando nossas ações e pensamento

O que fazer diante desse conflito? Qual deve ser a reação da igreja diante desta realidade? Como reagimos em defesa da verdade de Deus num mundo caído, idolatra e amante de si mesmo?

A primeira coisa a se fazer é compreender o poder e autoridade da Palavra de Deus. Em segundo lugar, é preciso ter bem definida a importância das Escrituras e sua veracidade. Em terceiro lugar, é preciso saber distinguir a verdade de Deus diante das falsas doutrinas e ideologias. Em quarto e último lugar, é importante compreender a necessidade da Palavra de Deus na salvação e preservação do homem. Vejamos:

É PRECISO COMPREENDER O PORDER E AUTORIDADE DA PALAVRA DE DEUS.

A palavra de Deus é poderosa; e, por meio dela, tudo foi criado – Gn 1.1. Por meio da Palavra, Deus deu as ordens para cada objeto da criação. Por meio da Palavra, Deus preservou o homem após a Queda, prometendo-lhe salvação. Por meio da Palavra, Deus libertou o povo do cativeiro.

 A Palavra de Deus tem a autoridade final sobre a igreja. Ela é autoritativa para guiarmostrando-nos o caminho; para corrigirapresentando-nos nossos erros e falhas; para repreenderdisciplinando-nos e buscando nossa aprovação; para instruirensinando-nos os preceitos do Senhor. Como diz Paulo à Timóteo: 16 Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, 17 a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra (2Tm 3.16-17). Quando Deus fala, todos devem ouvir, porque ele é a autoridade final.

O ataque à autoridade das Escrituras começou no início do século XVIII até os dias atuais; onde pressuposições naturalistas, juntamente com o conhecimento do homem e novas descobertas científicas foram usadas numa tentativa de analisar a Bíblia para chegar à sua verdade real. Tudo isso resultou num movimento chamado liberalismo” que via a Bíblia como repleta de erros, como obra do homem e como algo que não devia ser aceito como tendo mais autoridade do que as obras de Shakespeare.

Por conta disso, outro movimento surgiu a partir do século XX, onde pensadores neo-ortodoxos tentaram restaurar parte da autoridade da Bíblia reafirmando a pecaminosidade do homem e alegando que, apesar dela não ser a Palavra de Deus, ela “contém a Palavra de Deus”, ou seja, para eles a Bíblia era em parte Palavra de Deus e em parte palavra do homem; em parte tem grande autoridade e outra não.

O grande pregador Charles Hadson Spurgeon falando sobre o poder e a autoridade das Escrituras, disse: “não há necessidade de defender um leão quando ele é atacado. Tudo que você precisa fazer é abrir o portão de deixa-lo sair”.

É PRECISO TER BEM DEFINIDA A IPORTÂNCIA DAS ESCRITURAS E SUA VERACIDADE.

A Bíblia não apenas é a Palavra de poder e autoridade de Deus; ela também é inerrante, portanto, é verdadeira em tudo o que diz. A Bíblia é verdadeira porque é a Palavra de Deus, e Deus é incapaz de mentir:

Números 23.19 – Deus não é homem, para que minta; nem filho de homem, para que se arrependa. Porventura, tendo ele prometido, não o fará? Ou, tendo falado, não o cumprirá;

Tito 1.2 – na esperança da vida eterna que o Deus que não pode mentir prometeu antes dos tempos eternos;

Hebreus 6.18 – para que, mediante duas coisas imutáveis, nas quais é impossível que Deus minta, forte alento tenhamos nós que já corremos para o refúgio, a fim de lançar mão da esperança proposta;

O sábio Salomão também expressa a pureza e veracidade das Escrituras quando diz: Provérbios 30.5 “Toda palavra de Deus é pura; ele é escudo para os que nele confiam”.

Testemunhos em defesa da veracidade de Deus podem ser encontrados em toda a sua Palavra escrita. Se não aceitarmos e não acreditarmos nesse testemunho, acabaremos afirmando com aqueles que sabem que a Bíblia é importante e verdadeira, mas que permanecem apáticos e indiferentes àquilo que ela diz; e essa apatia pode levar a um verdadeiro desespero e engano.

É PRECISO SABER DISTINGUIR A VERDADE DE DEUS DIANTE DAS FALSAS DOUTRINAS E IDELOGIAS.

Deus deu a Adão as Suas ordens para que, se obedecidas, manteriam sobre ele as bênçãos de Deus, caso contrário, a ausência destas bênçãos seria trágica para o homem. Quando o diabo concebe ludibriar Eva em detrimento da verdade que possuíam, então o homem Cai de seu estado natural de santidade para uma vida manchada pela desobediência, separação e morte.

O homem não soube distinguir a verdade de Deus diante da falsa doutrina do diabo – Disse o SENHOR Deus à mulher: Que é isso que fizeste? Respondeu a mulher: A serpente me enganou, e eu comi (Gn 3.3);

Paulo, por várias vezes, combateu as falsas doutrinas porque tinha plena consciência do que dizia o verdadeiro evangelho, a Palavra de Deus – Gl 1.6-12 [ARA];

O Salmo 1 também nos dá um exemplo claro do homem que medita na Palavra de Deus de dia e de noite e a tem como verdade absoluta sobre sua vida em detrimento das falácias do mundo.

É PRECISO COMPREENDER A NECESSIDADE DA PALAVRA DE DEUS NA SALVAÇAÕ E PRESERVAÇÃO DO HOMEM.

O profeta Isaías descreve a capacidade que a Bíblia possui de obter resultados, dizendo: 10 Porque, assim como descem a chuva e a neve dos céus e para lá não tornam, sem que primeiro reguem a terra, e a fecundem, e a façam brotar, para dar semente ao semeador e pão ao que come, 11 assim será a palavra que sair da minha boca: não voltará para mim vazia, mas fará o que me apraz e prosperará naquilo para que a designei (Is 55.10-11);

A melhor notícia de que podemos nos apegar certos de sua veracidade e aplicação é a de que a Palavra de Deus sempre fará o que promete fazer. Não precisamos nos preocupar com a sua aplicação, pois ela é viva e eficaz […] capaz de discernir os pensamentos e os propósitos do coração (Hb 4.12). A Bíblia é sempre eficaz e sempre faz exatamente o que afirma fazer.

Quando a Palavra de Deus é proclamada ela tem poder. O espírito Santo é aquele agente da Trindade que garante e aplicação das Palavras de vida eterna de Deus na vida daquele que a ouve. Ela é poderosa para salvar o homem, pois apresenta o Salvador e suas obras. Ela é capaz de transformar e restaurar o homem em trevas e no pecado, e trazê-lo para Luz de Cristo e habilitá-lo para uma vida santificada. Ela é poderosa e eficaz para nos renovar em tempos de aflição.

Ela é útil para nos preservar santos e irrepreensíveis neste mundo de trevas e nos fazer perseverar até a volta de Cristo. Ela é fiel ao descrever o cumprimento de cada promessa feita pelos profetas no passado em favor do Messias que veio e retornou ao Pai; assim como também é verdadeira em dizer que Ele voltará para buscar o Seu povo.

CONCLUSÃO

O que nós, cristãos, precisamos fazer diante das Escrituras? Paulo responde dizendo: “… quão formosos são os pés daqueles que anunciam coisas boas” (Rm 10.15).

E você que ainda não é crente em Jesus e que nos visita nesta noite, o que deve fazer diante das Escrituras? O apóstolo Paulo também nos responde dizendo (Rm 10.9-13):

9 Se, com a tua boca, confessares Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. 10 Porque com o coração se crê para justiça e com a boca se confessa a respeito da salvação. 11 Porquanto a Escritura diz: Todo aquele que nele crê não será confundido. 12 Pois não há distinção entre judeu e grego, uma vez que o mesmo é o Senhor de todos, rico para com todos os que o invocam. 13 Porque: Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo.

Publicado por Pr. Luiz de Souza

Não ousaria me definir em frases prontas ou palavras que prefiguram alguém que ainda esta em construção. Vivo para que Deus seja conhecido e busco conhecer cada vez mais esse Deus. Minha gratidão é plena ao ser alcançado e resgatado por Jesus, e por isso vivo para que Ele cresça e eu diminua cada vez mais. Pois "A mim, o menor de todos os santos, me foi dada esta graça de pregar aos gentios o evangelho das insondáveis riquezas de Cristo". [Ef 3.8]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

bombasonica

busque evolução e se liberte!

RACHEL SHEHERAZADE

Sermões | Artigos | Devocionais

Consciência Cristã

Sermões | Artigos | Devocionais

O Tempora, O Mores

Sermões | Artigos | Devocionais

Voltemos Ao Evangelho

um site cristão por Cristo e pelo Evangelho

jonasmadureiradotcom.wordpress.com/

"Quebre os grilhões da cela, mas não se assuste se o prisioneiro não sair, talvez a cela seja absurdamente confortável."

Renato Vargens

Sermões | Artigos | Devocionais

%d blogueiros gostam disto: