O MINISTÉRIO PASTORAL E A DIACONIA

O MINISTÉRIO PASTORAL E A DIACONIA – Um exercício da ministração da Palavra e da Misericórdia de Deus.

INTRODUÇÃO

Biblicamente só existem dois ministérios: Palavra (pastoral – oração e ensino) e de Misericórdia (diaconia – serviço e assistencialismo). No livro de Atos dos apóstolos podemos encontrar a pratica destas funções inteiramente distintas uma das outras e ao mesmo tempo ligadas.

Distintas porque estão envolvidas com funções diferentes e campos de ação diferentes. Ao mesmo tempo, elas estão ligadas uma na outra. Estão ligadas porque uma depende da outra para que o reino de Deus se mantenha em pleno crescimento, e, as pessoas que fazem parte deste reino (povo de Deus) são assistidas por ambos os ministérios e se desenvolvem na medida em que ambos são aplicados corretamente.

O ministério da Palavra (pastoral), é importantíssimo para que o rebanho de Deus seja conduzido e se mantenha em pleno crescimento, disciplina, admoestação, comunhão, amor e crescimento espiritual saudável. É com a ministração da Palavra de Deus que o povo é conduzido a Deus. Os pastores são responsáveis em manter o povo de Deus em obediência à Sua Palavra; eles são responsáveis em manter aceso o fervor espiritual através da oração incessante. Por meio da disciplina os pastores zelam pelo nome de Cristo Jesus e o bom testemunho que as ovelhas produzem, procurando trazê-los ao arrependimento genuíno e à mudança de atitude ao abandonarem a vida de rebeldia e pecado contra Deus e seu povo. Tudo isso é aplicado e produzido sob o fundamento das Escrituras Sagradas. Para isso, os pastores precisam de dedicação total ao estudo e meditação da Palavra de Deus; à vida de oração e piedade; à exposição bíblica constate das doutrinas cristãs e à defesa da fé por meio da exortação, admoestação, ensino e aplicação da Palavra de Deus; não deixando de acompanhar o rebanho do Senhor em seu desenvolvimento, crescimento e aplicação dos decretos de Deus, através do discipulado.

O ministério de misericórdia (diaconia), segundo lemos em Atos dos Apóstolos capítulo 6, é desenvolvido pelos diáconos ou presbíteros da igreja. Esse ministério é responsável pelo assistencialismo do povo de Deus da igreja local. Os diáconos exercem suas funções eclesiásticas servindo à congregação local em suas reuniões solenes como também às pessoas em suas necessidades [At 4.32-35; 6.2-3]. Os diáconos são responsáveis de conhecerem as necessidades das pessoas da igreja local e procurar meios de suprir essas necessidades, principalmente dos órfãos, das viúvas, dos enfermos e dos anciãos; sem esquecer ou deixar de lado aqueles que precisam de uma atenção maior, em suas necessidades físicas e espirituais. Os diáconos trabalham nos serviços do templo – guardando e zelando pelos equipamentos; observando as necessidades relacionadas à manutenção destes equipamentos e objetos de uso comum nas reuniões solenes; na organização e preparativos para os cultos e reuniões solenes; mantendo a ordem e reverencia nos locais onde estão sendo realizados os encontros, principalmente durante a ministração da Palavra de Deus, zelando pela reverencia e obediência à mesma; também são responsáveis de servirem de forma assistencial os que estão fracos na fé, orando e encorajando-os à vida cristã fiel e digna de aceitação no Senhor; são responsáveis pelo assistencialismo na ação social, levantando recursos necessários para amparar os necessitados financeiramente, levando a provisão diária necessária, até que aquele irmão tenha como manter-se sozinho, ao ponto de também ajudar a quem mais necessitar.

Esse dois ministérios são fundamentais para que o rebanho do Senhor esteja motivado e apto para apresentar-se a Deus e para que vivam em harmonia, amor e comunhão uns com os outros. Desta forma, tanto o Ensino da Palavra de Deus quanto à assistência social serão desenvolvidas de forma fluente e sem distinções. O resultado disto será notório ao nos depararmos com uma igreja sadia na fé, perseverante na oração, aplicada na doutrina bíblica e piedosamente mantida em ralação de amor e comunhão uns com os outros.

Que Deus em Cristo nos ajude a desenvolver esses ministérios em plena harmonia e desenvolvimento, para que Deus seja glorificado assim na terra como é nos céus. Amém!

Publicado por Pr. Luiz de Souza

Não ousaria me definir em frases prontas ou palavras que prefiguram alguém que ainda esta em construção. Vivo para que Deus seja conhecido e busco conhecer cada vez mais esse Deus. Minha gratidão é plena ao ser alcançado e resgatado por Jesus, e por isso vivo para que Ele cresça e eu diminua cada vez mais. Pois "A mim, o menor de todos os santos, me foi dada esta graça de pregar aos gentios o evangelho das insondáveis riquezas de Cristo". [Ef 3.8]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

bombasonica

busque evolução e se liberte!

RACHEL SHEHERAZADE

Sermões | Artigos | Devocionais

Consciência Cristã

Sermões | Artigos | Devocionais

O Tempora, O Mores

Sermões | Artigos | Devocionais

Voltemos Ao Evangelho

um site cristão por Cristo e pelo Evangelho

jonasmadureiradotcom.wordpress.com/

"Quebre os grilhões da cela, mas não se assuste se o prisioneiro não sair, talvez a cela seja absurdamente confortável."

Renato Vargens

Sermões | Artigos | Devocionais

%d blogueiros gostam disto: