Sai 2015, entra 2016 – Quais são seus votos?

Uma atitude muito comum nesta época do ano (final de ano) é ver as pessoas fazerem uma retrospectiva de suas vidas durante o ano que termina e ouvir seus votos com alvos a serem alcançados no ano que se inicia.

Em suas retrospectivas, geralmente encontramos momentos inesquecíveis e outros que gostaríamos de esquecer, mas que ficaram guardados em nossa memoria.

Em seus votos geralmente encontramos alvos a serem alcançados como algo relacionado ao seu corpo físico (perder peso, mudar estilo de cabelo e etc.), alguns votos estão relacionados a conquistas (carro novo, aumento de salário, passar num concurso, casa nova e etc.).

Mas para nós cristãos, qual deve ser nosso anseio com o ano que se inicia? Qual a expectativa para esse novo ano, levando em consideração nossa vida de fé e prática?

Talvez você, assim como qualquer outra pessoa, anseia por um ano prospero cheio de realizações e conquistas. Mas, com relação ao seu cristianismo (sua vida cristã) qual é o seu voto diante de Deus e dos homens?

Será que, olhando para trás (2015), você consegue identificar e analisar como foi sua vida cristã diante de Deus e dos homens?

Olhando para trás (2015), você consegue avaliar sua vida como “testemunha de Cristo”? [At 1.8].

Olhando para trás (2015), você consegue avaliar o quanto de amor e compaixão você demonstrou pelo seu próximo, no que diz respeito à sua conduta? [Ef 5.1-2]

Qual avaliação você faz de sua vida cristã, diante de Deus e dos homens, no ano que termina?

Se sua avaliação é positiva, prossiga perseverante assim como o apóstolo Paulo diz em sua primeira carta aos Coríntios:

“Portanto, meus amados irmãos, sede firmes, inabaláveis e sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que, no Senhor, o vosso trabalho não é vão” [1Co 15.58].

Mas, se sua avaliação não é tão positiva assim, não peça nada que vá te afastar ainda mais de Deus e de seu próximo. Faça como o salmista Davi que diz:

“Uma coisa peço ao SENHOR, e a buscarei: que eu possa morar na casa do SENHOR todos os dias da minha vida, para contemplar a beleza do SENHOR e meditar no seu templo” [Sl 27.4].

Esse deve ser nosso desejo, como cristãos. Viver na presença do Senhor todos os dias de nossas vidas, sabendo que Ele está conosco – na pessoa de Seu Filho Jesus Cristo, e sob a Sua Palavra (Sagradas Escrituras), meditar e extrair as verdades transformadoras para nossas vidas.

E tudo isso para que Deus seja exaltado; minha vida seja devotada ao único Deus verdadeiro e merecedor de toda honra e glória; meus atos diante dos homens sejam o reflexo do que Cristo fez em minha vida e que em 2016 eu tenha uma vida mais dedicada ao único sentido da vida que é Jesus, o autor da vida.

Deus vos abençoe em Cristo Jesus. Feliz 2016!

Pr. Luiz Henrique

Publicado por Pr. Luiz de Souza

Não ousaria me definir em frases prontas ou palavras que prefiguram alguém que ainda esta em construção. Vivo para que Deus seja conhecido e busco conhecer cada vez mais esse Deus. Minha gratidão é plena ao ser alcançado e resgatado por Jesus, e por isso vivo para que Ele cresça e eu diminua cada vez mais. Pois "A mim, o menor de todos os santos, me foi dada esta graça de pregar aos gentios o evangelho das insondáveis riquezas de Cristo". [Ef 3.8]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

bombasonica

busque evolução e se liberte!

RACHEL SHEHERAZADE

Sermões | Artigos | Devocionais

Consciência Cristã

Sermões | Artigos | Devocionais

O Tempora, O Mores

Sermões | Artigos | Devocionais

Voltemos Ao Evangelho

um site cristão por Cristo e pelo Evangelho

jonasmadureiradotcom.wordpress.com/

"Quebre os grilhões da cela, mas não se assuste se o prisioneiro não sair, talvez a cela seja absurdamente confortável."

Renato Vargens

Sermões | Artigos | Devocionais

%d blogueiros gostam disto: