O Juízo de Deus sobre o Ímpio

Salmos 1.4-6.

INTRODUÇÃO

Como vimos na primeira parte dessa mensagem que uma vida segundo a vontade de Deus é aquela que não anda segundo os conselhos dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores e não se assenta na roda dos escarnecedores. Isso nos leva a somente um caminho que Jesus Cristo. [Sl 1.1]

Aprendemos que uma vida segundo a vontade de Deus é aquela que firma seus passos na lei do Senhor. Tem prazer nessa lei e à busca de dia e de noite. Esse princípio também nos leva à única verdade que é Jesus Cristo. [Sl 1.2]

E concluímos a primeira parte da mensagem descobrindo que a arvore que é plantada junto a corrente das aguas permanece viva e no devido tempo dá o seu fruto, suas folhas não murcham e tudo o que ela faz é bem sucedida, pois essa arvore é a representação do Filho de Deus, Jesus Cristo que é a nossa vida. [Sl 1.3]

Não poderíamos associar as palavras do salmista Davi à outra pessoa que não seja o próprio Jesus Cristo, pois Ele é o caminho, a verdade e a vida; ninguém vai ao Pai senão por Ele. [Jo 14.6]

Uma vida que é dirigida por Deus, tem como centro e modelo principal, a pessoa de Seu Filho, Jesus Cristo, pois nele vivemos, nos movemos e existimos. [At 17.28a]

Na primeira parte dos Salmos 1, aprendemos como e com quem o homem  – que tem sua vida segundo a vontade de Deus, deve transparecer e qual o resultado dessa vida dirigira por Deus, na pessoa de Seu Filho Jesus Cristo, com o auxilio do Espírito Santo.

Mas também existem aqueles que não têm suas vidas dirigidas por Deus. Que vivem contrários aos ensinos de Deus; não amam a Sua Lei; não andam em seus caminhos; não tem vida, nem mesmo frutos dignos de colheita, pois sua conduta é dirigida pela vontade da carne, pelo poder das trevas e o pecado o domina por um todo.

Não é por outro motivo que esse é chamado pelo salmista de ímpio, pois o ímpio é o homem perverso, culpado de pecado, criminoso; é aquele que tem seus valores baseados em seu senso do que é certo e errado (ele mesmo é seu instrutor). O ímpio é um transgressor da moral e da justiça; é uma pessoa que age com libertinagem. Ele é um incrédulo, um herege, um blasfemador, impiedoso, inimigo de Deus, sem amor, desprovido de qualquer atitude de bondade. O ímpio é o homem que permanece na vida de pecado, corrupção e principalmente, separado de Deus.

Nesta segunda parte da mensagem queremos dirigir essas palavras das Sagradas Escrituras para aqueles que não têm Deus em suas vidas, que permanecem distantes da graça de Deus, e sobre esses, Deus têm uma mensagem direta e sem rodeios, nas Escrituras.

Do quarto versículo em diante, serão dirigidas Palavras de juízo sobre todo aquele que não tem uma vida segundo a vontade de Deus. A primeira metade do salmo descreve uma pessoa temente a Deus, enquanto a segunda metade concentra-se nos ímpios – aqueles que os cristãos devem procurar alcançar com o evangelho de Cristo.

Vejamos o que o texto nos diz sobre uma vida que não é dirigida por Deus e quais os resultados que ela traz para os que assim permanecem.

I. O ÍMPIO É CONSIDERADO COMO A PALHA, QUE É LEVADA PELO VENTO E QUEIMADA PELO FOGO. [v. 4]

As Escrituras descrevem os perversos de várias maneiras, sendo que, nesse caso, a imagem usada é a palha. Ao contrário dos justos, que são como árvores – cheios de vida, produzindo frutos e bem sucedidos em tudo, os ímpios são sem vida, sem raízes, espalhados por toda parte e destinados ao fogo.

O texto inicia afirmando que “Os ímpios não são assim”. Isso significa que tudo que o homem – que tem a vida segundo a vontade de Deus, usufrui e vivencia uma vida em abundância, frutífera e produtiva, não é a mesma realidade na vida do ímpio.

O homem segundo a vontade é comparado a uma árvore forte, permanente, bonita e útil. O ímpio é comparado a uma palha – não tem raiz, o vento sopra-o e o leva pra onde quer, não é bonito e nem produtivo, e sem participação positiva nos planos eternos de Deus.

Em Mt 3.10-12 encontramos João Batista usando a imagem de Jesus como um ceifador que limpa a eira e separa o trigo da palha. O texto nos diz que Ele “queimará a palha no fogo”. João Batista usa essa mesma ilustração para advertir os pecadores ao arrependimento.

Esse ímpio, que é considerado como a palha, levado pelo vento de um lado para o outro. Ele não tem uma vida sólida e firme na rocha. Sua vida não tem uma direção clara. Não há uma segurança eterna pra a vida do ímpio, pois a palha logo perece de tanto ir de um lado para o outro.

Só há um destino para essa palha – ser queimada pelo fogo. O ímpio que não se arrepender de seus pecados e confessar a Cristo como seu Senhor e Salvador, serão condenados, pois Jesus nos diz que: “Quem crer e for batizado será salvo; porém, o que não crer será condenado”. [Mc 16.16]

A pergunta que fazemos é a seguinte: Haverá um julgamento futuro? O versículo 5 nos diz que sim.

II. OS PERVERSOS NÃO PREVALECERÃO NO JUÍZO DE DEUS. [v. 5]

Encontramos Deus, que é santo, punindo o pecador em toda a Bíblia. Isso é bem claro quando encontramos aqueles que foram alvos da ira de Deus e receberam uma punição por seus atos.

Não há compatibilidade da santidade de Deus com a impureza do ímpio. Não há amizade entre Deus soberano e o homem pecador. Deus deixa claro em toda a história da humanidade o seu repudio ao pecado e principalmente, com o pecador.

Desde o Jardim do Éden, o homem vem sendo separado de Deus cada vez mais por causa do pecado que ele tem abraçado e cultivado em sua vida. Deus expulsa Adão e Eva do Jardim por causa de sua desobediência a Ele.

“Se Deus fosse de acordo com a prática do pecado e amasse o pecador, como muitos afirmam, Ele teria apenas perdoado Adão e Eva e ter lhes dado uma nova chance no jardim. Mas não é isso que acontece. Por causa do pecado que cometeram, Deus estabelece consequências drásticas sobre cada um deles que pecaram contra a santidade de Deus”.

O versículo 5 nos ensina que haverá sim um julgamento, não para os salvos em Jesus, mas para os ímpios. Esses padecerão do julgamento de Deus. Para o salvo em Jesus, seus pecados foram perdoados e punidos nele mesmo. Para esses não haverá julgamento do pecado, uma vez que esse pecado já tenha sido punido em Jesus e, n’Ele, quitada a divida.

Mas os perversos não prevalecerão no juízo de Deus, nem tão pouco os pecadores. Deus não é bondoso o suficiente para nos receber como estávamos. Ele nos deu, aqui na terra, uma oportunidade de sermos resgatados, transformados e regenerados em Cristo Jesus. Neste dia não haverá cristãos em cena, apenas não salvos.

No julgamento, revelar-se-á o verdadeiro caráter dos perversos; eles serão vistos como palha, almas perdidas e indignas.

O fato de o versículo afirmar que eles não prevalecerão no julgamento, não quer dizer que serão absolvidos; antes, significa que não resistirão ao julgamento, pois a ira de Deus que foi imputada em Seu Filho, e os ímpios não reconheceram seu sacrifício, agora essa ira será derramada e punida sobre o ímpio.

“Só há dois lugares onde o pecado é punido, na cruz e no inferno”. [Aurivan Marinho]

Aqueles que estão em Jesus, seus pecados foram punidos n’Ele e sua dívida com Deus foi paga [Rm 8.1]. Mas aqueles que não receberam a Jesus e nem o reconheceram como seu Senhor e Salvador, seus pecados serão punidos no inferno [Rm 1.18-21].

A punição do pecado para o pecador não se esgotará em um determinado período, ela durará por toda a eternidade no inferno, onde não haverá mais morte. Os ímpios vão desejar a morte, mas ela não será uma realidade para eles.

O salmista nos diz que Deus não permitirá que o ímpio entre na congregação dos justos. Neste momento ele está se referindo ao lugar santo de Deus para o seu povo. Ele está falando do maravilhoso céu, a morada eterna dos justos, a Canaã celestial.

Não será permitido que os ímpios entrem na congregação celestial dos justos, mesmo que na terra fossem membros de grupos religiosos. Veja o que Jesus diz no evangelho segundo escreveu Mt 7.21-23.

A menos que esse homem seja chamado por Deus, regenerado em Cristo Jesus, seus pecados perdoados e confessar que o Filho de Deus é o seu Senhor e Salvador, não haverá espaço para ele na congregação dos justos. E Esses justos só foram justificados por causa de Jesus Cristo mediante a fé.

III. O SENHOR CONHECE OS QUE LHE PERTENCEM – [v. 6]

Está é uma das passagens mais belas que existem nas Escrituras Sagradas. Quão magnifico é saber que Deus nos conhece. É tão sublime isso que nos leva a descansar em Deus. Seu conhecimento a respeito de nós é perfeito.

Por mais que possamos viver com alguém por muitos anos, por mais que uma mãe conheça muito bem seu filho, por mais que um patrão conheça todas as qualidades e defeitos de seu funcionário, por mais que tenhamos tamanha intimidade com nossas esposas e maridos, por mais que você tenha uma avaliação completa de você mesmo, ainda assim não nos conheceremos perfeitamente como nosso Deus nos conhece.

Ele é nosso criador, nosso redentor, o Deus presente que sonda nossos corações, que sabe de nossas mais intima necessidades, só Ele tem um conhecimento perfeito a respeito de nós mesmo.

No evangelho de Jo 10.14-15 registra umas palavras de Jesus que diz “Eu sou o bom pastor; conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem a mim, assim como o Pai me conhece a mim, e eu conheço o Pai; e dou a minha vida pelas ovelhas”.

O Senhor conhece o caminho dos justos, sabe por quê? Porque Ele mesmo planejou tudo desde antes da fundação do mundo.

Ef 2.10 Pois somos feitura dele, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus de antemão preparou para que andássemos nelas.

A vida do justo é de acordo com a vontade de Deus. Os justos são dirigidos por Deus, eles andam em seus caminhos.

Da mesma forma que Deus conhece o caminho dos justos, Ele também conhece o caminho dos ímpios. Por mais que o ímpio diga que sabe o que está fazendo, que na hora certa ele pode escolher mudar de vida quando ele quiser, as Sagradas Escrituras nos dizem que “Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto; quem o conhecerá”? [Jr 17.9]

O Sábio Salomão escreveu no livro de Pv 4.19 O caminho dos perversos é como a escuridão; nem sabem eles em que tropeçam”.

Por que é assim com o ímpio? Por que ele está tão perdido dessa forma? Porque ele prefere o conselho dos ímpios aos desígnios de Deus, que está nas Sagradas Escrituras. Ele prefere a amizade do ímpio à congregação dos justos. Ele passa os dias pensando nos prazeres da carne, no pecado, não na Palavra do Senhor.

Em Gn 6.5 nos diz “Viu o Senhor que a maldade do homem se havia multiplicado na terra e que era continuamente mau todo desígnio do seu coração”.

CONCLUSÃO

Só existem dois caminhos, um caminho que leva ao céu e outro ao inferno. Aqueles que irão para o céu, são aqueles que Deus chamou, guardou, resgatou, regenerou, perdoou e salvou em Cristo Jesus, esses vivem uma vida segundo a vontade de Deus.

Aqueles que vão para o inferno são, são aqueles que não andam em seus caminhos, que não reconheceram e confessaram a Cristo Jesus como seu Senhor e Salvador de suas vidas, esses são dirigidos por suas próprias escolhas.

Vivemos dias difíceis em nosso tempo. Dias que tem nos afastados de Deus a cada instante porque temos nos deixado levar pelas fraquezas, falhas de caráter e por nos conformar com este século.

Em Jr 29.13 nos diz “Buscar-me-eis e me achareis quando me buscardes de todo vosso coração”. Da mesma forma em Is 56.6 nos dias Buscai o SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto”.

Publicado por Pr. Luiz de Souza

Não ousaria me definir em frases prontas ou palavras que prefiguram alguém que ainda esta em construção. Vivo para que Deus seja conhecido e busco conhecer cada vez mais esse Deus. Minha gratidão é plena ao ser alcançado e resgatado por Jesus, e por isso vivo para que Ele cresça e eu diminua cada vez mais. Pois "A mim, o menor de todos os santos, me foi dada esta graça de pregar aos gentios o evangelho das insondáveis riquezas de Cristo". [Ef 3.8]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

bombasonica

busque evolução e se liberte!

RACHEL SHEHERAZADE

Sermões | Artigos | Devocionais

Consciência Cristã

Sermões | Artigos | Devocionais

O Tempora, O Mores

Sermões | Artigos | Devocionais

Voltemos Ao Evangelho

um site cristão por Cristo e pelo Evangelho

jonasmadureiradotcom.wordpress.com/

"Quebre os grilhões da cela, mas não se assuste se o prisioneiro não sair, talvez a cela seja absurdamente confortável."

Renato Vargens

Sermões | Artigos | Devocionais

%d blogueiros gostam disto: