Fé Flutuante

Mateus 14.27-31.

fé flutuanteÉ comum na vida do homem viver várias fases na vida. Algumas nos ajudam a crescer em muitos segmentos e aspectos que nos rodeiam e somos inseridos, e outras nos fazem refletir sobre o meio em que vivemos e o que fazemos para que esse meio nos proporcionem experiências impares.

O texto que lemos nos apresenta uma experiência na vida de Pedro que podem nos levar há uma reflexão sobre “O que temos aprendido com as diversas situações que vivenciamos diariamente”? Ou “Como cristãos, temos extraído valores e princípios das oportunidades que o Senhor nos proporciona para tornar em evidência a nossa fé ou para aumenta-la”?

Baseado nesse texto e na experiência que Pedro teve, queremos extrair as verdades e valores que nos ajudarão a ter uma fé inabalável em Cristo Jesus, e não uma fé flutuante que se materializa, à medida que é colocada em evidência.

Pedro se depara com um homem andando sobre as aguas do mar revolto e vindo em direção ao barco onde ele estava juntamente com os demais discípulos. Era alta madrugada e, por causa da fúria dos ventos e aguas, eles estavam temerosos pelo pior.

Jesus logo se identifica aos discípulos e lhes uma palavra muito propícia ao momento, Ele diz “Coragem! Sou Eu; Não tenham medo”. Apesar dessas palavras, Pedro ainda não tem certeza de ser mesmo Jesus que estivesse falando com eles.

Neste momento a Fé de Pedro é posta a prova. Ele pede Àquele que estava andando sobre as aguas que também o fizesse ir a sua direção da mesma forma. Jesus, mediante a ousada declaração de Pedro, apenas responde dizendo: “Venha”!

Há um fato muito interessante que preciso destacar aqui. Por um momento, a pequena fé de Pedro o impulsionou a obter coragem e ousadia para corresponder ao convite daquele Homem que o chamava.

Assim somos nos dias de hoje. Em alguns momentos obtemos fé suficiente para agir ousadamente em detrimento daquilo que acreditamos e professamos. Somos tomados por uma ousada atitude mediante essa pequena fé, que nos leva a grandes expectativas em virtude de uma postura alimentada pela certeza positiva de que tudo dará certo e providencialmente as circunstâncias serão propícias a nosso favor.

Pedro é tomado por essa pequena e suficiente fé que o leva também, a andar sobre as aguas. Como mencionamos, a pequena fé foi suficiente para isso.

Outro ponto muito importante que preciso destacar é que essa que o levou a andar sobre as aguas, é provinda de uma palavra de poder que derivou de Jesus Cristo (Venha). Quando lemos que a fé é um dom que vem de Deus, aprendemos que sozinhos, sem uma intervenção divina, não temos fé suficiente pra nada, por mais que seja pequena ou grande sem uma Palavra ou ação de Jesus, essa fé é insuficiente.

A prova disso está no próprio texto narrativo dessa história. O texto nos diz que Pedro, mediante uma pequena fé, andou sobre as aguas. Mas, o texto também nos dias que isso aconteceu enquanto Pedro estava olhando pra Cristo Jesus. Sua fé estava sendo alimentada enquanto sua confiança e coragem derivavam de Cristo.

Por um momento os olhos de Pedro se desviaram de Cristo e foram dirigidos para as ondas revoltadas, para os ventos fortes e para as circunstâncias que o rodeava.

Isso fez com que a Fé desaparecesse suficientemente para levá-lo a afundar. E de imediato logo vem o desespero, o medo, o pavor da morte que começa a afligir sua vida.

Uma fé que vacilou quando não estava mais alicerçada no Autor da Fé. Uma fé que oscilou devido aos tormentos que o cercavam. Uma fé que flutuou como o barco sobre as ondas do mar. Ela não estava mais firme o suficiente para fazer com que ele continuasse andando sobre as aguas.

Qual tem sido sua experiência de vida, mediante a sua fé? O que essa fé tem proporcionado pra você? Ela tem sido suficiente para você andar sobre as aguas ou ela tem te levado a afundar?

Se sua fé esta alicerçada em Cristo Jesus, ela é suficiente para te fazer andar sobre as aguas, enfrentar os ventos e tempestades na certeza de que Ele não te deixará afundar. Essa fé, por mais que seja pequena, se estiver focada nEle, será suficiente para lhe ajudar a não naufragar.

Jesus disse: “Homem de pouca fé, por que você cedeu à dúvida?”. Olhe para Jesus e não duvide do poder que Ele tem, pois por meio dEle, podemos todas as coisas.

Publicado por Pr. Luiz de Souza

Não ousaria me definir em frases prontas ou palavras que prefiguram alguém que ainda esta em construção. Vivo para que Deus seja conhecido e busco conhecer cada vez mais esse Deus. Minha gratidão é plena ao ser alcançado e resgatado por Jesus, e por isso vivo para que Ele cresça e eu diminua cada vez mais. Pois "A mim, o menor de todos os santos, me foi dada esta graça de pregar aos gentios o evangelho das insondáveis riquezas de Cristo". [Ef 3.8]

Um comentário em “Fé Flutuante

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

bombasonica

busque evolução e se liberte!

RACHEL SHEHERAZADE

Sermões | Artigos | Devocionais

Consciência Cristã

Sermões | Artigos | Devocionais

O Tempora, O Mores

Sermões | Artigos | Devocionais

Voltemos Ao Evangelho

um site cristão por Cristo e pelo Evangelho

jonasmadureiradotcom.wordpress.com/

"Quebre os grilhões da cela, mas não se assuste se o prisioneiro não sair, talvez a cela seja absurdamente confortável."

Renato Vargens

Sermões | Artigos | Devocionais

%d blogueiros gostam disto: