MISSÕES – Uma tarefa ontem e hoje, até que Cristo venha.

mundoJoão 20.19-23.

Introdução:

Nos dias que vivemos, nós como igreja precisamos entender que a missão do evangelho é pra todos. É pra ser pregada por todos e para todos. Essa responsabilidade deve repousar sobre as vidas de todos que foram alcançados pelo evangelho de Cristo, para anunciar a todos os povos, línguas e nações sobre o Evangelho de Jesus Cristo.

No texto que lemos, Jesus aparece aos seus discípulos que agora estão escondidos em uma sala, com medo das autoridades religiosas dos judeus, porque temiam que também os procurassem para matá-los.

Mas algo acontece que muda as circunstâncias onde estavam. Jesus reaparece aos discípulos e lhes transmite palavras de paz, fé e motivação, em seguida os envia para darem seguimento à obra missionária, levando o evangelho que Cristo Jesus lhes ensinou.

Como missionários de Jesus, existe uma tarefa para todo cristão em levar a Palavra de arrependimento, perdão de pecados e salvação.

Vejamos o que podemos aprender com esse aparecimento de Jesus aos discípulos e suas palavras dirigidas a eles.

I. JESUS É A VERDADEIRA PAZ [vers. 11]

Os discípulos estavam todos trancados numa sala, e com medo dos judeus. Eles acabaram de presenciar o crucificamento e morte daquele que estava entre eles falando do amor de Deus, da Salvação e perdão de pecados.

Ainda havia rumores sobre a morte de Jesus. Esse Jesus que revolucionou a história do cristianismo foi morto. Seus discípulos estavam temendo o pior com suas vidas.

Mas, quando Jesus ressuscita no terceiro dia e reaparece aos discípulos, Ele lhes transmite três palavrinhas “Paz seja convosco”. Podemos apenas afirmar que se tratava de palavras de saudação, como nós fazemos hoje, mas existe um significado muito além para essas palavras.

Paz seja convosco significa:

  • Que nossa relação com Deus agora é de paz e não mais de inimizade. [Ef 2.11-16]
  • Que a paz que vem de Jesus não é como a “paz” que o mundo dá. [Jo 14.27]
  • Que a paz de Deus, em Jesus Cristo, excede todo entendimento. [Fp 4.4-7]

Jesus é a verdadeira paz que o homem precisava, e como o seu sacrifício na cruz do calvário, essa paz foi possível a todos os homens.

II. JESUS ESTÁ VIVO E VIVE ENTRE NÓS [vers. 18-19]

Ao terceiro dia Jesus ressuscitou de entre os mortos. A morte não foi capaz de parar Jesus. Ao renascer da morte Jesus triunfou poderosamente.

O texto diz que Ele aparece no meio dos discípulos que estavam numa casa de portas traçadas. Ele fala com os discípulos e ainda lhes dá prova de sua morte e ressurreição. Ele lhes mostrou as mãos feridas e o lado que foi perfurado pelo guarda quando Jesus ainda estava na cruz.

Jesus se apresenta mais uma vez aos discípulos provando o seu poder, autoridade e grandeza. Esse Jesus não deixa os discípulos confusos. Ele diz “Eu estou vivo, estou no meio de vós. Estive morto mais revivi dentre os mortos”.

O interessante é que o próprio Jesus quando ainda estava ensinando seus discípulos, Ele lhes falou claramente sobre isso. [Mt 16.21; Lc 18.31-33]

Tudo isso estava nos planos de Deus. Mas seus discípulos não tinham compreendido ainda tudo isso, como o próprio Jesus lhes disse que não o compreenderiam. [Jo 12.16; 13.7]

O texto nos diz ainda que os discípulos alegraram-se, ao verem que era Jesus.

III. JESUS COMISSIONA OS DISCÍPULOS PARA A GRANDE MISSÃO [vers. 21]

Jesus mais uma vez diz aos seus discípulos sobre a grande missão. Em Mt 28.18-20 Jesus fala aos seus discípulos sobre a missão e nesse exato momento Ele os envia e os capacita pelo poder do Espírito Santo para dar continuidade a missão.

Ele não os deixa órfãos como havia falado em Jo 14.18, mas o Espírito Santo estaria com eles preparando e capacitando para a obra missionária.

CONCLUSÃO

Missões é uma tarefa para todos nós. Começou no passado e chegou até nós. Em At 1.8 quando Jesus diz aos seus discípulos para serem “testemunhas” dele, isso significa que precisamos anunciá-los por onde quer que passemos. A todas as línguas, povos e nações.

Mt 28.19 Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;

20 ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século.

 

Publicado por Pr. Luiz de Souza

Não ousaria me definir em frases prontas ou palavras que prefiguram alguém que ainda esta em construção. Vivo para que Deus seja conhecido e busco conhecer cada vez mais esse Deus. Minha gratidão é plena ao ser alcançado e resgatado por Jesus, e por isso vivo para que Ele cresça e eu diminua cada vez mais. Pois "A mim, o menor de todos os santos, me foi dada esta graça de pregar aos gentios o evangelho das insondáveis riquezas de Cristo". [Ef 3.8]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

bombasonica

busque evolução e se liberte!

RACHEL SHEHERAZADE

Sermões | Artigos | Devocionais

Consciência Cristã

Sermões | Artigos | Devocionais

O Tempora, O Mores

Sermões | Artigos | Devocionais

Voltemos Ao Evangelho

um site cristão por Cristo e pelo Evangelho

jonasmadureiradotcom.wordpress.com/

"Quebre os grilhões da cela, mas não se assuste se o prisioneiro não sair, talvez a cela seja absurdamente confortável."

Renato Vargens

Sermões | Artigos | Devocionais

%d blogueiros gostam disto: